• Marcas
  • Estilistas
  • Modelos
  • Personalidades
  • Celebridades
  • Últimas
  • Moda
    • Tendências
    • Street Style
    • Acessórios
    • Homens
  • Beleza
    • Cabelos
    • Maquiagem
    • Esmaltes
    • Bem-estar
    • Skin Care
  • Fresquinhas
    • Todos os tags
  • Fashion Weeks
    • Últimos desfiles
    • SPFW
    • Fashion Rio
    • Minas Trend
    • Dragão Fashion Brasil
    • Londres
    • Milão
    • Nova York
    • Paris
  • Perfumes
  • Estilo dos famosos
    • Duelos de moda

"Gênesis", de Sebastião Salgado, estreia na capital carioca; confira entrevista com pesquisador sobre a obra do fotógrafo

Publicada Sexta-feira 10 maio 2013 , 19:00

Se o mundo da moda tem Patrick Demarchelier como ícone da fotografia em preto e branco, o universo das artes visuais tem o nome de Sebastião Salgado como sua maior referência na fotografia P&B. Em 2013, o artista completa 40 anos de carreira e celebra o lançamento de seu último trabalho, intitulado "Gênesis". No dia 11 de abril, a exposição homônima ao livro estreou no Museu de História Natural de Londres, onde fica até 08 de setembro. A mostra também será exibida no Rio de Janeiro, no Jardim Botânico, a partir do dia 29 de maio. A exposição ainda passa por Toronto, Roma e Paris.

  • 1/15
Venezuela, 2006, "Gênises", Sebastião Salgado

Para comentar sobre o projeto, que tem sido visto por alguns críticos como uma mudança radical no objeto de sua fotografia, o Puretrend entrevistou um especialista em Narrativa Visual e Doutor em Literatura Comparada pela UFRJ, Paulo Maia, que se coloca contra esse posicionamento. O último trabalho de Salgado, na verdade seria uma continuidade de suas publicações anteriores, configurando assim ainda mais seu trabalho como uma obra épica.

Segundo Paulo Maia: "Seus ensaios são narrativas épicas deste processo. Sua escolha por referências bíblicas, como o livro "Êxodos", e agora "Gênesis" remetem ao mesmo projeto: uma épica do nosso tempo". O pesquisador compara o trabalho de Salgado com obras que são expoentes da literatura ficcional, mas que visavam relatar os reflexos do capitalismo no mundo. "'A Volta ao Mundo em 80 dias', também foi escrita com este propósito, de ser uma obra épica do século XIX, marcado pela ciência associada ao capitalismo" afirma. Para o pesquisador, "Salgado faz a mesma coisa que Júlio Verne, assim como faz a mesma coisa que Camões, narrando a Era das Grandes Navegações em 'Os Lusíadas'".

Da obra de Verne, à semelhança do nobre inglês, que viaja pelo mundo em 80 dias, Salgado realiza um projeto não menos aventuroso para mostrar que 46 por cento do planeta ainda estão intactos e que o resto já foi destruído. Assim, a denúncia do fotógrafo fica clara e se inscreve no mesmo projeto que o singularizou como fotógrafo de assuntos sociais, desde "Outras Américas", nos anos 70, "Êxodos", nos anos 80, "Trabalhadores", nos anos 90, buscando analisar de que maneira se construiu e fortaleceu a ideologia da globalização, que na verdade não passa de expansão de mercados. Com isso, Paulo Maia conclui que "Gênesis" não é um projeto novo na obra de Salgado, mas a continuação, um capítulo a mais, do seu debate sobre as formas de expansão do capitalismo.

Nascido em Minas Gerais e radicado em Paris, desde 1994, ano em que criou, com sua esposa Lélia Wanick Salgado, a Amazonas Imagens, o fotógrafo "se utiliza do preto e branco de forma bem específica. A paleta branca revela a dualidade entre os planos muito abertos em oposição aos fechados, que em 'Gênesis' retrata bem a ideia do objetivo real do livro: denunciar a degradação do meio ambiente pela representação global do que ainda resta", afirma Maia.

A viagem ao redor do mundo, que durou 8 anos, "a pé, de barco, trenó e até de balão, o levaram, mais uma vez, a criar uma narrativa épica sobre os contrastes que o capitalismo cria e aprofunda", analisa o pesquisador seguindo sua visão de crítica por contrastes, proposta em sua tese de doutorado, intitulada "Sentimento de Travessia: memória, monumento e ruína na fotografia de Sebastião Salgado", .

Confira em nossa galeria algumas imagens do projeto "Gênesis" de Sebastião Salgado, que estreia dia 29 de maio, no Brasil.

Sabrina Lopes

sobre o mesmo tema


Comente!

comments powered by Disqus